11.4.12

talvez

E talvez eu não me sinta feliz ao esconder-te a confusão que tenho vivido, para qual te tenho arrastado e talvez seja esse sentimento de culpa que não me deixa seguir em frente. Contigo.
Enquanto, por dentro, os meus dedos frios anseiam entrelaçarem-se com os teus, os meus lábios queiram juntar-se com os teus e talvez eu queira amar-te, queira cuidar de ti, tentar fazer o meu idiota feliz. Até poderei saltar de cabeça nesta loucura que talvez seja amor, mesmo não sabendo se me irás magoar ou se me irás amar de volta, talvez eu precise disso...De ti, um pouco, de mim, um pouco mais, mas eu ansiei, eu desejo um "nós".
E hoje, eu talvez tenha resolvido as minhas duvidas, porque por fora eu não me movi, dei-te um sorriso à espera que o decifres porque mesmo negando eu quero-te incondicionalmente .
Mas tu não me pertences, não te entregas, nem dizes uma única palavra que me convença a ficar. A minha mão, já gelada de tanta espera, cansa-se...E por momentos o amor pelo qual esperei, vai-se transformando em fúria, tristeza mas principalmente desilusão.
Tinhas-me prometido, lembras-te? Bem, onde estás agora?
Bem, eu tenho de ir, para o bem do meu coração já ferido.

9 comentários:

  1. pois, isso já é mais difícil .. mas alguma razão e especial ?

    ResponderEliminar
  2. Oi Lara, gostei muito do seu blog . Parabéns por essa excelente iniciativa! Fico feliz toda vez que encontro um trabalho legal como o seu.
    Encontrei muitas coisas legais aqui, já estou seguindo seu trabalho e estarei aqui sempre que possível.
    Vou deixar um convite para conhecer o meu blog o endereço é http://www.construindohistoriahoje.blogspot.com.br nele eu abordo estudos voltados para história geral, paleontologia, arqueologia, política, atualidades, personalidades da história,espiritualidade, psicologia das massas, poemas épicos dentre outros assuntos.
    Abraços,
    Leandro CHH

    ResponderEliminar
  3. Nós temos a mania de achar que os homens conseguem ler as nossas mentes mas não conseguem :p
    Por isso o melhor é dizeres-lhe que gostas dele.

    Beijinhos princesa*

    ResponderEliminar